C O N T E C H

Trocar plástico por papel torna o desmatamento inevitável?

Será que o aumento da demanda do papel pode nos levar a um futuro desmatamento?

A tendência do uso do papel como substituto do plástico tem se intensificado nos últimos anos, impulsionada pelas preocupações ambientais e pelo crescente interesse dos consumidores por produtos mais sustentáveis.

O papel é um material renovável e biodegradável, ao contrário do plástico, que leva centenas de anos para se decompor na natureza. Além disso, ele é facilmente reciclável e pode ser produzido a partir de fontes renováveis, como florestas cultivadas de forma sustentável.

Por estes motivos, muitas empresas o estão adotando como uma alternativa em suas embalagens e produtos, incluindo a indústria alimentícia, de cosméticos e de produtos de higiene pessoal.

No intuito de ampliar a sua aplicabilidade, o investimento em pesquisa e desenvolvimento de maneiras de produzi-lo com maior resistência e durabilidade é cada vez maior. Líder em soluções de sistemas de tecnologia aplicada no condicionamento de vestimentas, controle de contaminantes, reúso de água e muito mais, a Contech possui um forte compromisso com o propósito ESG, sendo uma grande aliada da indústria papeleira não só no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como também na produção de um papel mais resistente, seguro e biodegradável, através de suas soluções químicas disruptivas e patenteadas.

Embora o uso do papel ainda enfrente desafios em algumas aplicações, a tendência é que essa prática se torne cada vez mais comum e importante para as empresas que desejam atender às expectativas dos consumidores em relação à sustentabilidade.

Evitar o desmatamento é um desafio importante para a indústria de celulose e papel, especialmente à medida que a demanda por esses produtos continua a crescer. No entanto, existem várias estratégias que as empresas podem adotar para minimizar o impacto ambiental de suas operações e reduzir o desmatamento:

Investir em fontes de fibras alternativas

O uso de resíduos agrícolas e de papel reciclado como fonte de fibras pode auxiliar a reduzir a pressão sobre as florestas nativas.

Adotar práticas de manejo florestal sustentável

Implementar práticas de manejo florestal que permitem a colheita de madeira sem danificar a floresta, mantendo a biodiversidade e a capacidade de regeneração natural do local.

Fomentar a recuperação de áreas degradadas

Investir em programas de restauração florestal para recuperar áreas degradadas e restaurar a biodiversidade é uma opção muito utilizada na atualidade.

Certificar suas operações

Buscar a certificação de entidades independentes como a FSC (Forest Stewardship Council) ou PEFC (Programme for the Endorsement of Forest Certification) para demonstrar que suas operações são ambientalmente responsáveis e socialmente justas.

A Contech fornece somente soluções químicas biodegradáveis e certificadas pelo FDA, favorecendo a segurança e sustentabilidade na produção da indústria papeleira.

Monitorar e reduzir as emissões de gases de efeito estufa

Uma solução para reduzir o impacto ambiental é monitorar e reduzir as emissões de gases de efeito estufa, buscando aumentar a eficiência energética e a utilização de fontes de energia renovável.

Promover a reciclagem

O incentivo à reciclagem reduz a necessidade de produzir novos materiais a partir de fontes naturais. A Contech possui um programa de aumento de produtividade a partir de Enzimas + RU capaz de diminuir custos operacionais e uso de recursos como energia, aditivos químicos e água, tornando a reciclagem ainda mais viável e seu mercado, competitivo.

Essas são apenas algumas das estratégias que as empresas podem adotar para minimizar o impacto ambiental de suas operações de celulose e papel e reduzir o desmatamento. É importante lembrar que as soluções precisam ser abordadas de forma integrada e colaborativa, envolvendo governos, comunidades locais e outras partes interessadas na busca por uma produção mais sustentável.

Related posts