I N O V E

Empoderamento e a gestão compartilhada

As empresas que entregam alto valor agregado necessitam modelos de gestão eficazes. No mercado industrial, a demanda de soluções inteligentes obriga os líderes a orientarem suas ações por objetivos, tanto pela complexidade dos seus produtos, como pela alta integração com a operação dos seus clientes e parceiros.

Para atender estas demandas, os modelos de gestão exigem elevados níveis de assertividade e qualidade das soluções entregues, principalmente pelo tempo dedicado em pesquisa e desenvolvimento. As orientações dos membros das equipes de trabalho dependem de decisões imediatas, para um ambiente mais ágil e produtivo.

A evolução natural desta forma com que a gestão deve conduzir seus negócios, culmina com o uso da administração baseada no empowerment, ou empoderamento através da delegação de autoridade aos colaboradores. Neste modelo atribui-se a cada funcionário poderes específicos para participarem de decisões administrativas únicas da empresa, como se fossem donos. Este pensamento coloca o resultado, independentemente do nível da tarefa, à frente do olhar do profissional que conduz aquela atividade.

A reavaliação da trajetória se torna quase onipresente durante a execução de uma tarefa e isto eleva as probabilidades de sucesso. O empowerment compartilha esse monitoramento contínuo dentro da equipe, tanto quanto o desenvolvimento das tarefas, favorecendo a descentralização do poder e dividindo as responsabilidades entre os participantes.

É de fato sabido que a gestão baseada no empowerment só é possível de ser conduzida mediante dois componentes essenciais:

  1. Potencial humano da equipe: pessoas altamente capacitadas, com conhecimentos administrativos iguais ou superiores aos seus conhecimentos técnicos específicos;
  2. Maturidade organizacional: líderes e funcionários com pleno entendimento da gestão compartilhada, do trabalho em equipe e do papel de amparo às decisões dos funcionários por parte dos líderes.

A Contech acredita nesta metodologia de gestão. Suas lideranças sabem que estão sob firme base de colaboração quando defendem novos caminhos e projetos para o futuro da empresa. Um de seus valores base, a inovação tecnológica, não seria colocada em prática se não fosse pela capacidade de suas equipes proporem novas ideias, testarem melhores produtos e se comprometerem com o resultado de suas tarefas aplicados à seus clientes e parceiros.

Related posts